Monthly Archives: setembro 2016

maratona_da_disney

Correndo pelo mundo.

maratona_da_disney

A corrida de rua atravessa fronteiras. Ir para a pracinha na frente de casa para correr já deixou de ser um estímulo há tempos. Já corremos em bairros diferentes, cidades, estados e agora, é hora de correr em outro país.

Estive conversando com um amigo hoje no trabalho sobre as maratonas em outros países. Os EUA, por exemplo, tem três das maiores maratonas do mundo: Nova York, Boston e Chicago. Ele me convidou para correr a maratona da Disney agora em Janeiro. Não está nos meus planos me preparar para uma maratona em menos de seis meses, mas o assunto me despertou as grandes possibilidades de viajar para correr.

Tinha conversado com o meu irmão sobre correr na Argentina neste ano, mas deixamos passar. Porém, o assunto não passou batido, é só uma questão de retomar as “negociações”.

Existe várias operadores especializadas nesses eventos, então estudando um pouco mais sobre o assunto percebi que é possível fazer uma maratona por mês ao redor do mundo. Isso possibilita o corredor escolher qual é a maratona que quer correr de acordo com a data das férias. De quebra o passeio fica garantido após o evento.

corrida_no_parque

As vantagens de correr nos parques.

corrida_no_parque

Correr na rua tem mais vantagens que correr na esteira, isso é um fato. O esforço físico é maior, consequentemente o progresso físico é mais rápido. A esteira tem suas vantagens de poder correr em dias de chuva ou quando pretendemos vincular o treino aeróbio com o de musculação.

Mas para quem pensa que ir para rua correr não conseguirá fazer exercícios de musculação está enganado. Os principais parques de São Paulo e das grandes cidades do Brasil possuem equipamentos de musculação ou área para exercícios funcionais. O Ibirapuera, por exemplo, tem área de musculação com barras e pesos para exercícios como Rosca Direta, Agachamento, Supino, etc.

Para aqueles que não querem “puxar” pesos, outra área tem barras fixas, bancos de exercícios para abdômen, etc. Há uma infinidade de aparelhos rústicos, porém, eficazes. Só existe a necessidade de orientação adequada para realizar tais exercícios, porém, se garimpar na internet é possível encontrar diversos tutoriais de “personais” que explicam através de vídeos a execução correta dos exercícios que pretende fazer, é só uma questão de “dar um Google”.

Além disso no local muitos “personais” treinam por conta própria e sempre dão uma forcinha a mais quando você precisa saber de algo. Entre séries de exercícios os praticantes de musculação sempre ajudam os iniciantes, mostrando assim que a classe de praticantes de atividades físicas ao ar livre é uma classe unida.

Sexta-feira agora tirei essa foto acima enquanto realizava o meu treino de corrida no Ibira, então decidi fazer umas séries de exercícios com peso. Dependendo do horário que você frequentar o parque os aparelho ficam praticamente livres. Geralmente na parte da manhã durante a semana. Realizei a corrida e um programa de musculação de adaptação (iniciante). Constatei que não há diferença alguma em relação à postura correta nos aparelhos, ou seja, são aparelhos que atendem às necessidades dos usuários.

Não gastei para ir treinar lá, corri ao ar livre e ainda encontrei estacionamento para o meu carro (zona azul – R$ 5). Caso não queira gastar com o estacionamento, vá de bike!